Ligue para o grupo meg

(31) 3481-5535

Blog

Mantenha-se atualizado

sobre segurança e terceirização

28. janeiro

de 2019

Segurança do trabalho

Equipamento de Proteção Individual – EPI e sua importância


Equipamento de Proteção Individual – EPI e sua importância

Todos os tipos de trabalho que possam ocasionar algum tipo de risco físico para o trabalhador devem ser realizados com o auxílio do Equipamento de Proteção Individual – EPI. Por isso, esses acessórios são indispensáveis em fábricas e processos industriais em geral, segurança, trabalho em altura, entre outros. Mas  o que são esses equipamentos?

Equipamento de Proteção Individual – EPI

O Equipamento de Proteção Individual – EPI é todo instrumento ou produto de uso individual a ser utilizado pelo colaborador, destinado, portanto, a protegê-lo dos possíveis riscos que ameaçam a sua segurança e a sua saúde no trabalho. Podemos citar alguns exemplos de EPI’s:

1 – Capacetes de segurança;

2 – Protetor auricular;

3 – Luvas de proteção e segurança;

4 – Óculos ou viseiras de segurança.

No entanto, as empresas devem primeiramente buscar implantar medidas de proteção coletiva, devido a sua maior eficiência em relação ao Equipamento de Proteção Individual – EPI na eliminação ou a redução dos riscos presentes no ambiente de trabalho. Dessa forma, além de fornecer o EPI, as empresas são responsáveis sobre o treinamento do uso correto desses instrumentos.

Objetivos e Diretrizes

O Equipamento de Proteção Individual – EPI tem como objetivo proteger o colaborador dos possíveis riscos que ameaçam a sua segurança e saúde no local de trabalho. Dessa maneira evitando ou atenuando a gravidade dos possíveis danos durante o trabalho.

Sendo assim, o contratante e o contratado tem algumas responsabilidades direcionadas a cada função. Por isso, organizamos algumas dicas de como realizar um trabalho eficaz sempre utilizando o equipamento de proteção individual – EPI.

– Para o Empresário:

1 – adquirir o adequado ao risco de cada atividade;

2 – exigir seu uso;

3 –  fornecer ao trabalhador somente o aprovado pelo órgão nacional competente em matéria de segurança e saúde no trabalho;

4 – orientar e treinar o trabalhador sobre o uso adequado, guarda e conservação;

5 – substituir imediatamente, quando danificado ou extraviado;

6 – responsabilizar-se pela higienização e manutenção periódica;

7 – comunicar ao MTE qualquer irregularidade observada.

8 – registrar o seu fornecimento ao trabalhador, podendo ser adotados livros, fichas ou sistema eletrônico.

Para o trabalhador:

1- usar o equipamento apenas para a finalidade a que se destina;

2 – se responsabilizar pela conservação dos equipamentos;

3 – comunicar ao empregador qualquer alteração que o torne impróprio para uso;

4 – cumprir as determinações do empregador sobre o uso adequado.

Vale ressaltar que acidentes de trabalho são mais frequentes que podemos imaginar. Dessa forma, é essencial a conscientização das empresas e dos funcionários sobre a supervisão e correta utilização dos equipamentos de proteção individual – EPI. Sendo assim, possível prevenir riscos e proporcionar um ambiente seguro e protegido para os colaboradores.



Se interessou por nossos serviços?
Solicite uma proposta agora!

Ligue para o grupo meg

(31) 3481-5535

Agência Digital em BH Marketing Digital BH Agência de Marketing